Durante a semana de moda, eu devo ter esbarrado pelo menos, algumas vezes com a editora online da revista Harper’s Bazaar.

E foi justamente, numa dessas esbarradas que a querida e linda Chantal, dispensou alguns minutos do seu tempo para uma conversa descontraída, sobre suas impressões dos desfiles y otras cositas más.

Chantal, começou falando e fazendo uma recapitulação geral pro DQZ, sobre tudo o que ela tinha visto (até então), nesses dias de SPFW.

Estávamos no terceiro dia, e sua conclusão é que ultimamente a moda vem dando continuidade as tendências que estamos vendo já há algum tempo, como por exemplo: as estampas tecnológicas, a influência oriental e principalmente, o esporte e seus tecidos tecnológicos.

Para ela, as marcas conseguem traduzir de uma maneira nova e ímpar, a tendência anunciada pelos veículos de moda.

Atenta a tudo que viu nesses dias, Chantal destaca a qualidade impecável do material da estilista Paula Raia, as parkas com tule de seda de Tufi Duek. A leitura da tendência esportiva, da marca Animale e o material metalizado, usado em algumas marcas como a Água de Coco e a Triton.

Sobre a beleza dos desfiles, foi a maquiagem da M.A.C criada para a Íodice que chamou sua atenção, o iluminador usado nos braços e nas pernas, mais a combinação de uma pele bonita e bem tratada, com um colorido todo especial vindo de uma boca fúcsia, encantaram a editora, que tem um estilo pessoal mais neutro.

Chantal, confessa que gasta sim uma boa parte do seu orçamento em roupas, mas que isso não à faz vítima da moda. Ela sabe o que lhe cai bem e investe em qualidade principalmente, mas se precisar, ela encara uma Zara na maior para completar o look.

Apesar de não gostar do rótulo de hipster, esse talvez seja o melhor adjetivo para classificá-la “fashionisticamente” falando. Seu guarda roupa é recheado de preto, muito preto, mas nem por isso ela passa batido pelo vestido super estampado da estilista Juliana Jabour, que arrematou no verão passado.

Ela não segue categoricamente as tendências, até porque sabe que a mulher precisa primeiro conhecer o seu corpo, e se no momento a moda favorece as muito magras, não será ela a próxima vítima.

Itens indispensáveis para Chantal: uma calça skinny, de preferência da marca Acne, com a cintura um pouco mais alta. Jaqueta de couro, sempre…até no verão.

Conselho de uma editora: Quando for comprar roupa, “Brinque de Barbie, trocando as roupinhas até acertar”.

Estilistas favoritos: Givenchy, Riccardo Tisci, Phillip Lim, Balenciaga, Alber Elbaz, Maria Garcia, Juliana Jabour, entre outros – a lista é grande!!

Desejo de consumo fashionista: Uma peça do estilista Jason Wu.

LuMich e Chantal

Fotos: DQZ

Posts relacionados

  • itgirls1
    O “it” post
    Ah, viajar… Entrei de férias e meu destino, escolhido por razões óbvias, foi Barcelona — minha irmã Mariana mora lá. Minha preparação para a viagem começou na livraria. Procurando por ficções de Jorge Luis Borges, me deparei com um... Continue lendo
  • 17-23-03-0403-215x430
    Do bazar para o closet
    Sou fã do REI!! Neste caso não do Roberto Carlos, e sim do Reinaldo Lourenço, estilista genial que transforma qualquer mortal numa elegante mulher. Sempre que posso, aumento a minha modesta coleção com suas roupas maravilhosas e não perco... Continue lendo
  • SONY DSC
    A designer Elisa Stecca no DQZ
    “O bom design é aquele que elegante e discretamente realça a perfeição da Natureza” É com essa frase conceito de Elisa Maria Stecca, que eu começo o post de hoje. Conheci a Elisa, no final do ano passado em... Continue lendo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *