Depois de um feriado em plena férias de Julho, nada melhor pra assistir filmes. Concordam?!

Sou da década de oitenta, ouvi muito Culture Club, assisti E.T. e brinquei de Atari. Num momento de pura nostalgia cinéfila, elegi meu top 10 dos 80 – os filmes que mais marcaram minha infância e adolescência.

Vale a pena ver de novo!! 

O meu primeiro eleito não poderia ser outro, E.T. o Extra-Terrestre.

Eu me lembro exatamente do dia em que eu fui ao cinema ver esse filme, estava de férias no Guarujá, eu e minhas amigas fomos ao cinema. Chorei muito no filme e fiquei encantada pela loirinha da Drew Barremore.

Segundo eleito (1984), como eu gostei desse filme – Footloose. Impossível, ficar parada quando tocava a música. Eu fiz a minha mãe comprar o disco e não parei mais de ouvir ele durante meses, fiquei totalmente monotemática.

* Ah, não posso deixar de falar de duas pessoas que trabalharam no filme. Primeiro, Sarah Jessica Parker…hoje minha musa fashionista que nesse filme, era um patinho feio. Segundo, o galã Kevin Bacon…aiiiii (momento suspiro), como eu achava ele lindo!

Meu terceiro escolhido foi o (também) dançante Flashdance, de 1983.

Fiz coreografia e tudo pra dançar no colégio e não foi à toa que meu amigo Cássio, passou a me chamar de Flashinha.

Meu quarto eleito é de 1984, o filme Karatê Kid com o ídolo teen, Ralph Macchio.

Quem foi apaixonada por ele levanta a mão?!! TODAS!!

Quinto, Tudo Por Uma Esmeralda de 1984.

Eu achava a atriz Kathleen Turner maravilhosa, ficava encantada com a sua beleza. Isso sem contar que o galã do filme era o ator Michael Douglas, não menos lindo.

Sexto, Entre Dois Amores de 1985 com Meryl Streep e Robert Redford, conta a história de um relacionamento amoroso entre uma baronesa e um caçador, em pleno continente Africano.

Lindíssimo.

Sétimo, De Volta Para o Futuro de 1985…esse é um super clássico dos anos oitenta, o máximo da ficção na época.

Além, da consagração do ator Michael J.Fox no papel de Marty McFly, o filme é sobre um adolescente que vive no ano de 1985 e  volta para o ano de 1955, para ajudar a família.

Meu oitavo filme escolhido foi Rain Main, de 1988.

Eu lembro o quanto eu fiquei impressionada, com a atuação dos atores Tom Cruise e principalmente de Dustin Hoffman, que fazia o papel de um autista.

Nono, Carpe Diem virou meu lema na época, depois de assistir Sociedade dos Poetas Mortos de 1989.

Robin Wilians, o dedicado professor de literatura virou o meu ídolo.

Décimo, Conduzindo Miss Daisy de 1989.

Um filme poético e sensível, que conta a história de uma linda e improvável amizade, entre um motorista negro e uma senhora cheia de preconceitos.

[youtube=http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=5I5MkrMzAs8]

Posts relacionados

  • 24carrie0309091
    Closet dos sonhos…
    Um dia desses uma amiga, em completo desespero fashion, pediu pro papai do céu um closet igualzinho ao da personagem Carrie Bradshaw, em Sex and the City. Não sou Patricia Field (a stylist do seriado), mas como consultora de... Continue lendo
  • 682
    PAGANDO A LÍNGUA
    Em outubro de 2011, AQUI neste post premonitório, eu escrevo sobre a tendência do sapato branco. Lá, eu comento sobre o scarpin branco da minha musa fashionista Sarah Jessica Parker, afirmando ele ser de gosto duvidoso. BOOMP!!!! caiu na testa… Nessa... Continue lendo
  • Untitled7-620x76
    Happy B’Day Sarah!!
    Cara Sarah, Foi amor a primeira série, minha musa, ídola fashionista de todos os tempos, nós nos conhecemos há muitos anos atrás, quando você ainda atuava em Footloose, e, é verdade que naquela época eu não dava a menor... Continue lendo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>